A Origem do Halloween

Portugal não tem uma tradição tão forte neste dia como nos Estados Unidos e no Reino Unido, mas também se celebra o Halloween (ou dia das bruxas) no nosso país, sobretudo pelas crianças e jovens, que saem às ruas para fazer travessuras.

Esta celebração surgiu com os celtas há mais de 2 mil anos, povo que era politeísta e acreditava em diversos deuses relacionados com os animais e as forças da natureza.

Os celtas celebravam o festival de Samhain, o qual tinha a duração de 3 dias, com início no dia 31 de Outubro. Nela, além de se comemorar o fim do verão, comemorava-se a passagem do ano celta, que tinha início no dia 1 de Novembro.

Acreditava-se que nesse dia os mortos levantavam e apoderavam-se dos corpos dos vivos. Por esse motivo, eram usadas fantasias e a festa era repleta de artefactos sombrios com o intuito principal de se defenderem desses maus espíritos.

Mais tarde, durante a Idade Média, a Igreja começou a condenar o evento, e daí surgiu o nome “Dia das Bruxas”.

Durante a idade média, os curandeiros eram considerados bruxos e por se posicionarem contra os dogmas da Igreja, eles eram queimados na fogueira.

Assim, na tentativa de afastar o carácter pagão da festa, a igreja promoveu alterações no calendário, de modo que o Dia de Todos os Santos passou a ser comemorado no dia 1 de Novembro, o que antes acontecia no dia 13 de maio.

A origem do nome “Halloween” vem da junção das palavras hallow, que significa “santo”, e eve, que significa “véspera”.

O pedido de doces realizado pelas crianças está relacionado com a antiga tradição celta. Como forma de apaziguar os espíritos maus, as pessoas ofereciam-lhes comida. As mulheres celtas faziam um bolo chamado “bolo da alma”.

Já a tradição da vela dentro da abóbora vem do folclore da Irlanda e está relacionada com a figura de “Jack da lanterna”. No entanto, na história original a abóbora era um nabo.

Jack era um alcoólico que conseguiu enganar o diabo e escapou do inferno. Ao morrer, Jack não foi aceite no céu, de modo que a sua alma passou a vaguear pelas noites usando uma lanterna para iluminar o caminho. A lanterna era feita com um nabo.

Tendo em conta a abundância de abóboras na época da festa nos Estados Unidos, elas tomaram conta da decoração da festa.